O que é people marketing? Descubra se esse é um bom investimento.

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares 0 Flares ×

Diante da tecnologia e das novas jornadas de compra, os clientes estão cada vez mais empoderados. Agora, as pessoas passam por processos diferentes até que tomem uma decisão. Como consequência, as empresas têm que utilizar estratégias diversas para atingir esses indivíduos.

É nesse cenário em que surge o people marketing. Considerado uma evolução natural das abordagens que já são utilizadas atualmente, ele é voltado para esse novo panorama de consumo.

Para descobrir se a alternativa vale a pena, veja o que é o people marketing e entenda a sua relevância.

O que é o people marketing?

Em tradução livre, “people marketing” seria algo como “marketing para pessoas”. Trata-se de uma abordagem centrada no cliente e, mais que isso, na pessoa que assume o papel de consumidora.

Não envolve apenas fazer uma oferta adequada a um perfil de compra. A estratégia inclui automatizar e, ao mesmo tempo, humanizar a comunicação. Desse jeito, é possível disparar os gatilhos emocionais específicos.

Quais são os benefícios dessa estratégia?

Recorrer a essa nova opção traz muitos pontos positivos para negócios de todos os tipos e tamanhos. Mais que apenas impactar as vendas, é uma oportunidade de mudar o posicionamento do estabelecimento. Na sequência, veja quais são as principais vantagens da abordagem.

Identificação do ponto na jornada de compra

Mais que apenas entender quem é e o que quer a pessoa de interesse, o people marketing permite que o negócio compreenda como ela se posiciona na jornada de compra. Ao aplicar o funil de vendas, dá para saber em qual ponto cada indivíduo se encontra e qual é a sua preparação para a compra.

Trata-se de algo muito importante para qualificar os leads, identificar quais são as oportunidades quentes e definir como agir com o time comercial. Assim, é possível direcionar esforços com muita efetividade.

Solução das demandas específicas

Ao reconhecer o indivíduo, também dá para entender quais são as suas demandas. Quem compra pela primeira vez, provavelmente, precisa de mais informação e de persuasão. Já quem está em um processo de recompra requer fortalecimento de relacionamento e obtenção de vantagens exclusivas.

Por meio desse reconhecimento, o empreendimento consegue definir como deve agir para cada pessoa ou grupo de compradores. Assim, há um atendimento às questões específicas.

Aumento da customização e da satisfação

Entender o que os consumidores desejam e associar os dados à automação permite que os empreendimentos adotem uma política de personalização. Além de aproximar o contato, é uma forma de se diferenciar e de gerar satisfação.

Mais que aumentar a propensão à compra, é um jeito de melhorar as chances de fidelização do cliente. Com a construção de uma base sólida, há previsibilidade de receita e menores custos de aquisição (CAC).

A estratégia vale a pena?

Além de todos os pontos positivos, o people marketing é bastante versátil. Ela pode ser aplicada e combinada, por exemplo, nas estratégias de Facebook Ads, utilizando todo seu potencial de segmentação. No Inbound Marketing também, a estratégia de people marketing é bastante interessante. Ele pode ser aplicado a empreendimentos de vários tamanhos e setores. Então, há a possibilidade de usá-lo a favor do negócio em várias oportunidades.

Como a concorrência é cada vez maior e os clientes têm aumentado o nível de exigência, uma abordagem centrada na individualidade e nas pessoas se torna um grande diferencial. Ao mesmo tempo, trata-se de algo que, em breve, será quase obrigatório.

Antecipar-se e aproveitar essa tendência, portanto, é um jeito de obter os melhores resultados. Com um bom planejamento, é uma opção que vale a pena pelos impactos obtidos.

O people marketing é uma escolha direcionada para as necessidades e para os desejos mais específicos de cada pessoa. Com a sua aplicação, é possível gerar mais vendas e se destacar dos concorrentes, o que garante melhores resultados.

Ainda tem alguma dúvida sobre a estratégia? Conte nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *