Crie sua estratégia de remarketing no Facebook em 4 passos

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares 0 Flares ×

A estratégia de remarketing consiste em causar um segundo impacto em um usuário que já teve contato com a empresa. Sabe quando você vê um produto em um site e, algum tempo depois, depara-se com um anúncio oferecendo o mesmo tipo de produto? É exatamente isso que acontece na abordagem. Para maximizar os resultados, o remarketing no Facebook é a opção ideal.

A alternativa consiste em “rastrear” certos comportamentos de um usuário para entender quais páginas ou produtos ele visitou. Na sequência, os anúncios são mostrados quando ele retorna à rede social. Esse segundo contato estimula a ação e pode melhorar a conversão.

Para não ter dúvidas do que fazer, descubra como executar uma estratégia de remarketing no Facebook em 4 passos simples:

1. Analise o comportamento e segmente o público

Nem todo mundo que entra em seu site está pronto para a compra ou mesmo é o cliente ideal. Quem entra e sai logo em seguida, por exemplo, dificilmente será atingido da forma adequada pelo remarketing. Já quem acessa uma página específica de produto pode estar bem mais próximo de tomar uma decisão.

Analisar o comportamento é importante para segmentar a abordagem e, dessa maneira, garantir maior eficiência. Conheça quais são as páginas de entrada e de saída, quais são as mais visitadas e as características comuns ao público de interesse.

É essencial ficar de olho para ter um equilíbrio entre segmentação e volume de alcance. Assim, há a otimização dos resultados.

2. Utilize o pixel do Facebook

Para criar públicos personalizados, entretanto, é preciso utilizar um recurso especial: o pixel do Facebook. Trata-se de um componente minúsculo e invisível, que deve ser adicionado ao código do site. Ele consegue captar as informações de quem visita o endereço por meio dos cookies. É o caso de quem acessa pelo celular e está conectado na rede social, por exemplo.

A partir da configuração, é possível definir as pessoas alcançadas e obter os resultados esperados. Basta criar um pixel no próprio Facebook e inserir o código na programação do site. Você poderá rastrear diversas ações, como quem adiciona ao carrinho, faz uma pesquisa ou mesmo realiza uma compra.

3. Crie anúncios e campanhas

A próxima etapa da estratégia de remarketing no Facebook é a criação de anúncios que serão direcionados para essas pessoas que acessaram o site. Essa peça, portanto, é a responsável pelo segundo impacto.

Crie peças atrativas, como ao elaborar um carrossel com os links dos produtos vistos. Também tome cuidado para definir o público (como os visitantes de certas páginas, mas ao excluir quem visita outras), o orçamento diário e até os horários e datas de encerramento.

4. Avalie o desempenho

Após colocar a campanha para rodar, é o momento de entender como anda a performance. Conhecer os resultados é essencial para descobrir o que pode ser otimizado e o que deve ser modificado para que os objetivos sejam alcançados.

Acompanhe métricas estratégicas, como taxa de conversão de cada anúncio, tráfego gerado e novas oportunidades criadas. Avalie os valores de acordo com as expectativas e faça as alterações necessárias para chegar aos bons resultados.

Com uma boa campanha de remarketing no Facebook, seu negócio tem a chance de levar a ainda mais vendas e gerações de leads. Com o planejamento adequado, a abordagem fará a diferença.

Por falar na rede social, curta a nossa página no Facebook e acompanhe outras dicas e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *