Como criar um fluxo de nutrição com base no seu funil de vendas

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares 0 Flares ×

A automação de marketing é essencial para conseguir melhores resultados, inclusive ao trabalhar o funil de vendas. Essa ferramenta consiste na captação de leads e, principalmente, em sua nutrição para chegar à venda, que corresponde ao fundo. Ao mesmo tempo, o fluxo de nutrição depende da densidade dos conteúdos já criados, então é preciso ter um bom planejamento.

Com a estruturação em etapas, é possível conduzir as pessoas até a ação de interesse. A automação, por sua vez, permite a execução das tarefas, como o envio dos e-mails, de forma prática.

Para não ter dúvidas sobre o fazer, descubra como elaborar um fluxo de nutrição e conquiste mais oportunidades.

Defina a ferramenta de automação a ser utilizada

Tudo parte da escolha do recurso que será empregado na tarefa. O melhor jeito de executar o processo é por meio do e-mail marketing, então é essencial contar com um serviço que envia e-mails para toda a lista.

A ferramenta deve permitir a criação de “gatilhos”, como quando alguém baixa um material ou demonstra certo interesse. Também deve favorecer a captação e o uso de outros dados, de modo a facilitar a execução de etapas.

Estabeleça os objetivos

O segundo passo consiste em entender qual é o principal objetivo do fluxo de nutrição. A intenção é compreender qual é a ação esperada por parte do lead.

Além de pensar na compra/contratação, veja se é desejável que ele solicite o contato de um consultor ou peça uma demonstração do serviço. Considere, ainda, que tipo de solução vendida e como ela é útil para a persona.

Selecione materiais ricos e de topo para iniciar

Para a entrada do funil de vendas, é preciso selecionar materiais ligados a essa fase de descoberta e reconhecimento. Então, separe quais são os conteúdos ricos adequados a essa etapa.

É o caso de um e-book sobre um problema ou de um teste para que a pessoa identifique a sua situação (ou do próprio negócio). Esse material rico pode ser complementar a outro já consumido (e que gerou o lead) ou servir como disparo para o fluxo.

Separe outros materiais para envio

Como a intenção é nutrir cada oportunidade, apresente conhecimentos específicos para as fases da jornada de compra. Então, é preciso desenvolver ou separar quais são os materiais para cada momento.

No topo, por exemplo, vale trazer um e-book sobre os principais problemas financeiros. No meio do funil, é interessante explicar como um software pode ajudar por meio de um infográfico. Já no fundo, a apresentação de um case de sucesso da marca nutre do jeito certo.

Crie e-mails atraentes

Depois de saber o que será enviado em cada momento, é preciso criar e-mails interessantes e que utilizem esses conteúdos. Pense em todos os detalhes, do título à mensagem. Não se esqueça de estabelecer chamadas para a ação, como links para acessar os materiais.

O recomendado é montar um fluxo de nutrição com 3 ou 4 e-mails, pois a quantidade é ideal para nutrir o lead sem cansá-lo. Após isso, cadastre as mensagens em sua plataforma de automação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *